::Confraria do Júri::

A Confraria do Júri convida você, membro do Ministério Público, a enviar seus artigos sobre o Tribunal do Júri para confrariadojuri@uol.com.br - Confraria do Júri

 
 

 

      

Enquete

Você é a favor da ampliação da competência do Tribunal do Júri para outros crimes seguidos de morte?
 
Sim, para qualquer crime doloso seguido de morte.
Sim, com exceção do estupro seguido de morte.
Não. A competência do Tribunal do Júri deve permanecer a mesma.
Não tenho opinião formada.

 
Ver resultados
 
  
  
     Notícias
 
15/04/2019  - TJ-SC: Vereador de Chapecó é condenado no júri por sete tentativas de homicídio em situação de embriaguez ao volante
 
TJ-SC

Após mais de 12 horas de sessão, entre oitivas e debates, o Conselho de Sentença da comarca de Chapecó condenou vereador a oito anos de prisão, em regime fechado, pela prática de sete tentativas de homicídio, e a mais seis meses, em regime aberto, por embriaguez ao volante. Ainda foi negado o direito de o réu recorrer em liberdade. Em cumprimento a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) - Habeas Corpus n. 118.770/SP - que permite a prisão imediata do réu, o parlamentar saiu direto do Salão do Júri para o Presídio Regional de Chapecó.

O vereador cumprirá a pena em cela especial por exercer cargo público, conforme prevê legislação, enquanto a decisão condenatória não transitar em julgado - fato que ocorre após o esgotamento de todos os recursos cabíveis. O acidente de trânsito que fez o vereador sentar no banco dos réus ocorreu no dia 1º de maio de 2014. Foi no Contorno Viário Oeste, na altura do bairro Santo Antônio, em Chapecó. Segundo testemunhas, o vereador estava na contramão quando atingiu dois carros que vinham em sequência. Sete pessoas ficaram feridas.

Uma adolescente de 13 anos teve traumatismo craniano. O parlamentar foi encontrado na casa de uma família moradora do bairro. O teste do bafômetro apontou embriaguez. Ele foi preso em flagrante e ficou no Presídio Regional de Chapecó por 33 dias. Após a concessão de habeas corpus pelo Tribunal de Justiça, pagou fiança no valor de 10 salários mínimos e foi liberado para aguardar o julgamento, ocorrido na última sexta-feira (12/4) sob a presidência do juiz Jeferson Vieira, titular da 1ª Vara Criminal da comarca de Chapecó.

Voltar


comente/critique essa matéria

 
Telefone

 Confraria do Júri - Rua 6, s/n�, CPA - Cuiab�/MT

  Produzido por Coltri Consultoria e Assessoria Organizacional
  www.coltri.com.br - fone: (65) 8404-0247