::Confraria do Júri::

Se você é promotor ou procurador de Justiça, associe-se à Confraria do Júri. Saiba como: confrariadojuri@uol.com.br - Confraria do Júri

 
 

 

      

Enquete

Você é a favor da ampliação da competência do Tribunal do Júri para outros crimes seguidos de morte?
 
Sim, para qualquer crime doloso seguido de morte.
Sim, com exceção do estupro seguido de morte.
Não. A competência do Tribunal do Júri deve permanecer a mesma.
Não tenho opinião formada.

 
Ver resultados
 
  
  
     Dicas de leitura
 
18/01/2016  - Livros sobre o Júri? Veja uma lista
 
1 – Acusados e acusadores: estudos sobre ofensas, acusações e incriminações. Michel Misse, organizador. Rio de Janeiro: Revan, 2008. 272p.

2 – ALMEIDA, Gevan de Carvalho. A nova constituição e o júri. Revista de Direito da Procuradoria Geral de Justiça do Rio de Janeiro, 1988, v. 28, p. 32-36.

3 – ALMEIDA, Dario Martins de. 2.ª ed. O livro do jurado. Coimbra: Almedina, 1997. 232p.

4 – Antologia de famosos discursos brasileiros. 2.ª ed. 1.ª Série. São Paulo: Livraria e Editora Logos Ltda., 1958. 255p.

5 – ARAÚJO, Gladston Fernandes de. Tribunal do júri: uma análise processual à luz da constituição federal. Rio de Janeiro: Impetus, 2004. 192p.

6 – ARAÚJO, Nadia de; ALMEIDA, Ricardo R. O tribunal do júri nos estados unidos. Revista de Direito do Ministério Público do Rio de Janeiro, 1996, v. 3, p. 142-159.

7 – BASTOS, Monsenhor Dr. Francisco. Os segredos da arte de falar em público: oratória sacra. 2.ª ed. rev. e atual. São Paulo: Rumo Gráfica, 1976. 148p.

8 – BENASSE, Paulo Roberto. Curso de oratória forense. Campinas: Bookseller, 1999. 130p.

9 – BITTENCOURT, Vinicius. O criminalista. 3.ª ed. Rio de Janeiro: Record, 1981. 216p.

10 – BOMFIM, Edilson Mougenot. No tribunal do júri. São Paulo: Saraiva, 2000. 424p.

11 – CALVO FILHO, Romualdo Sanches. Manual prático do júri. São Paulo: LEUD, 2009. 264p.

12 – CÂMARA, João Meireles. No plenário do júri. São Paulo: Saraiva, 1981. 222p.

13 – CAMPOS, Walfredo Cunha. Tribunal do Júri: teoria e prática. São Paulo: Atlas, 2010. 588p.

14 – CARRASCO, Maria do Carmo Oliveira; COLUCCI, Eloísa. Comunicação e oratória: teoria e prática: ferramenta estratégica para o operador do direito. São Paulo: Letras Jurídicas, 2005. 129p.

15 – CASTELO BRANCO, Vitorino Prata. O advogado e a defesa oral. São Paulo: Sugestões Literárias, 1977. 107p.

16 – O advogado no tribunal do júri: o exercício da advocacia, o tribunal do júri, o direito de defesa, a teoria e a prática, a atuação do advogado, o segredo das grandes vitórias. São Paulo: Saraiva, 1989. 133p.

17 – CASTRO, Kátia Duarte de. O júri como instrumento do controle social. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 1999. 159p.

18 – CHALITA, Gabriel. A sedução no discurso: o poder da linguagem nos tribunais do júri. 1.ª ed. 2.ª tir. São Paulo: Max Limonad, 1999. 150p.

19 – CHOUKR, Fauzi Hassan. Júri: reformas, continuísmos e perspectivas práticas. Rio de Janeiro: Lumen Juris. 2009. 263p.

20 – CONGRESSO NACIONAL DOS PROMOTORES DO JÚRI (1.: 1995: Campos do Jordão, SP). A efetividade da promotoria do júri e os novos rumos da justiça. São Paulo: APMP, 1996. 360p.

21 – COSTA, Elder Lisboa Ferreira da. Compêndio teórico e prático do tribunal do júri. Campinas: Mizuno, 2004. 419p.

22 – COSTA JÚNIOR, Paulo José da. Os júris da minha vida. São Paulo: Arx, 2006. 255p.

23 – Crônica de um criminalista. São Paulo: Jurídica Brasileira, 1999. 229p.

24 – CUNHA, Rogério Sanches. Manual de direito penal: parte geral. 3.ª ed. rev. atual. e ampl. Salvador: Editora JusPodium, 2015. 539p.

25 – DELMANTO, Dante. Defesas que fiz no júri. São Paulo: Saraiva, 1978. 306p.

26 – DIUNA, Telma Musse. A ampliação da competência do Júri. Revista do Ministério Público do Rio de Janeiro. V. 15, 2002. p. 279-300.

27 – ELUF, Luiza Nagib. A paixão no banco dos réus: casos passionais célebres: de Pontes Visgueiro a Pimenta Neves. São Paulo: Saraiva, 2003. 199p.

28 – ESTUDOS CRIMINAIS EM HOMENAGEM A EVANDRO LINS E SILVA. (Criminalista do Século). Organizador Sérgio Salomão Checaria. São Paulo: Método, 2001. 367p.

29 – FERRI, Enrico. Discursos penais de defesa. Belo Horizonte: Líder, 2003. 184p.

30 – FIGUEIRA, Luis Eduardo. O ritual judiciário do tribunal do júri. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris Ed., 2008. 264p.

31 – FIGUEIREDO, Carlos. Organizador. 100 discursos históricos. Belo Horizonte: Leitura, 2002. 446p.

32 – FILHO, João Alamy. O maior erro judiciário no direito brasileiro. 2.ª ed. São Paulo: Sugestões Literárias, 1965. 363p.

33 – FILHO, Roberto Lira; SILVA, Mário César da. O júri sob todos os aspectos. Rio de Janeiro: Nacional de Direito, 1950. 135p.

34 – FRANCO, Ary Azevedo. O júri no estado novo: comentários ao Decreto Lei n.º 167 de 5 de janeiro 1938. São Paulo: Saraiva & Cia, 1939. 242p.

35 – O júri e a constituição federal de 1946. 2.ª ed. Rio de Janeiro: Revista Forense, 1956. 416p.

36 – GOULART, Fábio Rodrigues. Tribunal do júri: aspectos críticos relacionados à prova. São Paulo: Atlas, 2008. 168p.

37 – GOULART, Henny. O excesso na defesa. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1968. 98p.

38 – GRISHAM, Jonh. O júri. Tradução de Aulydes Soares Rodrigues. Rio de Janeiro: Rocco, 1998. 503p.

39 – GUERRA, João Baptista Cordeiro. A arte de acusar. 2.ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1998. 162p.

40 – HERNÁNDEZ, José Manuel Pugnaire. Comentários y formularios a ley del tribunal do jurado. Barcelona: Bosch, 1996. 435p.

41 – IRMÃO, José Aleixo. Grandezas e misérias do júri. Cupolo, 1968. 230p.

42 – LIMA, Mario dos Santos Rodrigues. O júri: ligeiras notas sobre o processo, formulários e leis do júri no Estado de Minas Gerais com outras notas para os demais Estados do Brasil. 1.ª ed. Rio de Janeiro: Jacinto Ribeiro dos Santos Editor, 1929. 526 p.

43 – LYRA, Roberto. Como julgar, como defender, como acusar. Rio de Janeiro: Editora Científica, 166p.

44 – LOPES FILHO, Mário Rocha. O Tribunal do júri e algumas variáveis potenciais de influência. Porto Alegre: Nuria Fabris Ed., 2008. 144p.

45 – MAMELUQUE, Leopoldo. Manual do novo júri. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2008. 286p.

46 – MARINHO, Inezil Penna. Grandes julgamentos da Grécia antiga: Aspásia, Sócrates, Frinéia. Organização judiciária de Atenas e noções de direito processual ateniense. Brasília: Horizonte, 1978. 144p.

47 – MARON, Sônia Carvalho de Almeida. Legítima defesa no tribunal do júri. Rio de Janeiro: GZ Ed. 2009.122p.

48 – MARQUES, Jader. Tribunal do júri: considerações críticas à Lei 11.689/08 de acordo com as Leis 11.690/08 e 11.719. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2009. 179p.

49 – MARQUES, José Frederico. A instituição do júri. São Paulo: Saraiva, 1963. 1 v. 302p.

50 – O júri no direito brasileiro. 2.ª ed. São Paulo: Saraiva, 1955. 394p.

51 – MARREY, Adriano; FRANCO, Alberto Silva; STOCO, Rui. Teoria e prática do júri. 7.ª ed. São Paulo: Revistas dos Tribunais, 2000. 1.471p.

52 – MEADOR, Daniel Jonh. Os Tribunais nos estados unidos; Tradução de Elen Gracie Northfleet. Brasília: USIS, 1996. 108p.

53 – MELLO, Alfredo Pinto Vieira de. O júri. 2.ª ed. São Paulo: Tipografia de Hennies & Winiger, 1893. 249p.

54 – MORAES, Evaristo de. Reminiscências de um rábula criminalista. Rio de Janeiro: Editora Briguiet, 1989. 297p.

55 – MOSSIN, Heráclito Antônio. Júri: crimes e processo. São Paulo: Atlas, 1999. 670p.

56 – NASSIF, Aramis. Júri: instrumento de soberania popular. 2.ª ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2008. 152p.

57 – NETO, Souza. Júri de economia popular: comentários à lei n.º 1.521, de 26 de dezembro de 1951. Rio de Janeiro: Forense, 1952. 257p.

58 – NIZER, Louis. Minha vida no tribunal. Tradução de José Moreira Nunes. Rio de Janeiro: Editora Sucessos Internacionais, 1966. 502p.

59 – NUCCI, Guilherme de Souza. Júri: princípios constitucionais. São Paulo: Juarez de Oliveira, 1999. 363p.

60 – Tribunal do júri. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2008. 510p.

61 – OLIVEIRA, Olavo. O júri na terceira república: comentários ao art. 141, § 28 da Constituição de 18 de setembro de 1946 e à Lei n.º 263 de fevereiro de 1948. São Paulo: Freitas Bastos, 1949. 354p.

62 – PAULO FILHO, Pedro. Grandes advogados, grandes julgamentos: no júri e noutros tribunais. 2.ª ed. São Paulo: Ordem dos Advogados do Brasil, Departamento Editorial, 1989. 526p.

63 – PEREIRA, José Ruy Borges. Tribunal do júri: crimes dolosos contra a vida. São Paulo: Saraiva, 1993. 652p.

64 – O plenário do júri: manual do profissional. São Paulo: Saraiva, 1997. 431p.

65 – O júri: teoria e prática. Porto Alegre: Síntese, 2001. 419p.

66 – PINTO DA ROCHA, Arthur. O júri e a sua evolução. Rio de Janeiro: Leite Ribeiro & Maurillo, 1919. 225p.

67 – POLITO, Reinaldo. Como falar em público corretamente e sem inibições. 111.ª ed. ver. atual. e ampl. São Paulo: Saraiva, 2006. 313p.

68 – PORTO, Hermínio Alberto Marques. Júri: procedimento e aspecto do julgamento: questionários. 12.ª ed. São Paulo: Saraiva, 2007. 454p.

69 – SILVA, Marcos Antonio Marques da. Organizadores. Processo penal e constituição federal. São Paulo: Acadêmica, 1993. 167p.

70 – RAMOS, João Gualberto Garcez. O júri como instrumento de efetividade da reforma penal. Revista dos Tribunais, São Paulo, v. 699, p. 283-288. Jan. 1994.

71 – Curso de processo penal norte-americano. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2006. 288p.

72 – RANGLE, Paulo. Tribunal do júri: visão lingüística, histórica, social e dogmática. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2007.166p.

73 – ROMEIRO NETO. Fora do júri em outras tribunas. Niterói, RJ: Impetus, 2006. 100p.

74 – SILVA, César Dario Mariano da. Questões controvertidas sobre o júri. 3.ª ed. São Paulo: Leud, 1999. 157p.

75 – SILVA, Edson Pereira Belo da. Tribunal do júri: ampliação da sua competência para julgar os crimes dolosos com o evento morte. São Paulo: Iglu, 2006. 111p.

76 – ILVA, Evandro Lins e. O salão dos passos perdidos: depoimentos ao CPDOC. Rio de Janeiro: Nova Fronteira: Ed. FGV, 1997.

77 – A defesa tem a palavra. 3.ª ed. Rio de Janeiro: Aide, 1991. 394p.

78 – SILVA, Solimar Soares da. Acusação e defesa no júri. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 1997. 487p.

79 – STRECK, Lenio Luiz. Tribunal do júri: símbolos e rituais. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 1993. 151p.

80 – TASSE, Adel El. Tribunal do júri: fundamentos, procedimento, interpretação em acordo aos princípios constitucionais, propostas para sua modernização. Curitiba: Juruá, 2004. 224p.

81 – O novo rito do tribunal do júri: em conformidade com a Lei 11.689, de 09.06.2008. Curitiba: Juruá, 2008. 146p.

82 – TELLES JÚNIOR, Goffredo da Silva. Justiça e júri no estado moderno. São Paulo: Revistas dos Tribunais, 1938. 284p.

83 – TORRES, Magarinos. O júri no interior do Brasil. Rio de Janeiro: Livraria Jacinto, 1934. 47p.

84 – Processo penal do júri no Brasil. Rio de Janeiro: Livraria Jacinto, 1939. 614p.

85 – TUBENCHLAK, James. Tribunal do júri: contradições e soluções, 4.ª ed. São Paulo: Saraiva, 1994. 357p.

86 – TUCCI, Rogério Lauria et al. Tribunal do júri: estudo sobre a mais democrática instituição jurídica brasileira. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1999. 347p.

87 – VAINSENCHER, Semira Adler; FARIAS, Ângela Simões de. Condenar ou absolver: a tendência do júri popular. Rio de Janeiro: Forense, 1997. 148p.

88 – VASCONCELOS, Luis Cruz de. A supressão do júri. Ceará: Instituto do Ceará, 1955. 93p.

89 – VITAL DE ALMEIDA, Ricardo. Tribunal do Júri: aspectos constitucionais, soberania e democracia social, equívocos propositais e verdades contestáveis. São Paulo: Edijur, 2005. 241p.

90 – VIVEIROS, Mauro. Tribunal do júri na ordem constitucional brasileira: um órgão da cidadania. São Paulo: Juarez de Oliveira, 2003. 280p.

91 – WHITACKER, Firmino. Júri (Estado de São Paulo). São Paulo: Espindola, Siqueira & Comp., 1904. 243p.

92 – YVES, Sintomer. O poder do povo: júris de cidadãos, sorteio e democracia participativa; tradução e apresentação André Rubião. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010. 230p. (Humanistas)

...........
Fonte:
http://edsonbelo.com.br/a-biblioteca-do-juri/

Voltar


comente/critique essa matéria

 
Telefone

 Confraria do Júri - Rua 6, s/n�, CPA - Cuiab�/MT

  Produzido por Coltri Consultoria e Assessoria Organizacional
  www.coltri.com.br - fone: (65) 8404-0247