::Confraria do Júri::

Os jurados, pessoas do povo, sabidamente são juízes de fato. Ao comporem o Conselho de Sentença, os jurados têm um único compromisso: apreciar os fatos e julgá-los conforme sua consciência e ditames de justiça - Marcos Caires Luz, juiz de Direito no Paraná

 
 

 

      

Enquete

Você é a favor da ampliação da competência do Tribunal do Júri para outros crimes seguidos de morte?
 
Sim, para qualquer crime doloso seguido de morte.
Sim, com exceção do estupro seguido de morte.
Não. A competência do Tribunal do Júri deve permanecer a mesma.
Não tenho opinião formada.

 
Ver resultados
 
  
  
     Notícias
 
30/04/2020  - STF: Leia o voto de Gilmar Mendes contra prisão após condenação pelo Tribunal do Júri
 
Conjur

Não há qualquer motivo legítimo para que o precedente firmado pelo STF, de que o cumprimento da pena começa após o trânsito em julgado, não seja aplicado aos casos julgados por jurados.

Com esse entendimento, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, votou contra a execução imediata de condenação imposta pelo Tribunal do Júri.

O julgamento, que acontece no Plenário Virtual da corte, começou na última sexta-feira (24/4) e ainda não terminou — foi suspenso por pedido de vista do ministro Ricardo Lewandowski. Os votos poderão ser revistos.

O relator, ministro Luís Roberto Barroso, propôs a seguinte tese: "A soberania dos veredictos do Tribunal do Júri autoriza a imediata execução de condenação imposta pelo corpo de jurados, independentemente do total da pena aplicada". O voto foi seguido pelo presidente do STF, ministro Dias Toffoli.

Em seu voto, Gilmar Mendes diverge do entendimento. Para ele, não é admissível que a execução da condenação em primeiro grau (ainda que por Tribunal do Júri) comece sem a possibilidade de uma revisão por Tribunal "de modo a assegurar o controle apto a limitar e, assim, legitimar a incidência do poder punitivo estatal".

"Permitir a execução imediata da condenação proferida em primeiro grau pelos jurados é ainda mais gravoso do que a posição reformada pelo Plenário no julgamentos das ADCs 43, 44 e 54, o que caracteriza evidente violação à presunção de inocência", afirmou em seu voto.

De acordo com o ministro, o cabimento de apelação não só está previsto em inúmeros precedentes da corte, como assegura o direito ao recurso sobre a condenação, conforme define a Convenção Americana de Direitos Humanos.

Além disso, afirmou que o fundamento base do processo penal "é o reconhecimento de que, em um Estado democrático de direito, uma sanção penal somente pode ser imposta após a obtenção de uma condenação definitiva com total respeito às regras do devido processo penal". Ele também relembrou que há decisões monocráticas de integrantes da 2ª Turma, no sentido de vedar a execução imediata das condenações proferidas por Tribunal do Júri.

O ministro também traçou a importância histórica do júri para julgamentos democráticos: "Ao mesmo tempo que se caracteriza como um direito-garantia ao réu, representa uma garantia política e institucional da sociedade, com a determinação de sua participação direta na Justiça Criminal para julgamento de crimes dolosos contra a vida. Por tal motivo, aqui não se autoriza que o réu renuncie ao julgamento por jurados, ao passo que não se trata exclusivamente de um direito disponível a ele".

Pacote "anticrime"

Em seu extenso voto, Gilmar Mendes também dedicou uma seção para análise da Lei 13.964/2019, sancionada sob o apelido de "pacote anticrime". A nova lei criou a possibilidade de execução imediata de condenação proferida por Tribunal do Júri, desde que a pena seja igual ou superior a 15 anos de reclusão.

No entanto, para o ministro, embora a inovação também tenha introduzido exceções para não execução, "pensa-se que há violação à presunção de inocência e ao direito ao recurso quando ocorrer a execução imediata da pena, mesmo antes da possibilidade de revisão da condenação em sede de apelação".

"Além disso, pode-se argumentar que nada justifica tratamento diverso aos condenados no Tribunal do Júri em relação aos demais réus que, nos termos decididos pelo STF nas ADCs 43, 44 e 54, somente poderão ter a pena executada após o trânsito em julgado da sentença", afirmou.

Clique aqui para ler o voto.

Voltar


comente/critique essa matéria

 
Telefone

 Confraria do Jé ­ Rua 6, s/n�, CPA - Cuiab�/MT

  Produzido por Coltri Consultoria e Assessoria Organizacional
  www.coltri.com.br - fone: (65) 8404-0247
看着平平的胸部,让人说为“飞机场”丰胸产品,这种滋味真不好受。如何让A胸变为D胸呢?其实日常生活中有很多丰胸的食物丰胸达人,那么丰胸的食物有哪些呢?我们一起来看看吧酒酿蛋丰胸产品!为了更精确的爱护好女性的乳房,在此我们为您提供丰胸专家为您一对一免费指导!产后丰胸方法